inspirado @ 21:19

Sex, 25/01/08

Tu e Eu
Temos uma caixa vermelha de memórias
Desbotou tenho certeza, correu sangue
Mas o amor parece correr nas nossas veias.

Sim, há amor se tu o quiseres

Não parece nenhum soneto, meu amor
Sim, há amor se tu o quiseres

Não parece nenhum soneto, meu amor
Meu amor


Não consegues ver

Que a natureza tem o seu próprio jeito de me avisar
Olhos bem abertos
Olhando para o paraíso com uma lágrima no meu olho

Sim, há amor se tu o quiseres

Não parece nenhum soneto, meu amor
Sim, há amor se tu o quiseres

Não parece nenhum soneto, meu amor
Meu amor


Afundando mais rápido do que um barco sem o casco
Meu amor

Sonhando com o dia que poderás estar junto de novo 

Ao meu lado

Aqui estamos de novo e o meu coração bate, meu amor
Eu parei para dizer amo-te

Pois acho que deves saber, a partir de agora

 



De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

13
14
15
16

23
24
26

27
28
30


Pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO