inspirado @ 14:39

Sab, 18/08/07

Eu aqui sozinho

Tocando a minha pele

Desespero

Será que um homem como eu

Consegue sofrer ?

Toca-me

Vem me abraçar bem forte

Então beija-me

Para que o nosso amor

Permaneça vivo nos nossos lábios

Fecho os olhos

Então beija-me

Sentes as minhas mãos

Quando tocam o teu cabelo

Arrepio-te

Deixa-me pensar nos momentos

Que juntos dividimos

Toca-me

Vem me abraçar bem forte

Os nossos corações são um só

O meu corpo chora

Estou a queimar por dentro

Vamos mais além ?

Toca-me

Vem me abraçar bem forte

Então beija-me

Para que o nosso amor

Permaneça vivo nos nossos lábios

Fecho os olhos

Então beija-me

 

 


sinto-me: Normal
música: Goo Goo Dolls - Iris


inspirado @ 16:59

Sex, 17/08/07

Quero agradecer a todos que visitam o meu blog! Sem vocês as 1000 visitas que o meu contador registou desde o ínicio do blog há 2 semanas atrás, não seriam possíveis!

Obrigado

Continuem a visitar o blog porque vêm aí mais novidades para além dos poemas.

Bjs e abraços





inspirado @ 15:07

Qui, 16/08/07




inspirado @ 14:33

Qua, 15/08/07

 
A cor da pele, o teu cabelo
o modo de andar
a curva arredondada das ancas
a parte onde a carne é mais branca
  
Os sussurros e os gemidos
Goles de sangue encarnado e doce
Bebidos da taça do meu ventre
Entram por este quadro dentro
Flechas e espinhos agudos
Na sombra resta apenas a memoria
Do que foi apenas um sonho
 
Mas este sonho, veneno de uma vida
2mg de amor por cada quilo de paixão
Um beijo de língua que
queima como ferro em brasa
Cego e Selvagem
 
A tua
língua de serpente,
desperta
os meus sentidos
e destrói
os meus pudores.
A tua grandeza
cravada em mim,
faz desabrochar
a flor
da minha pele.

Bebes o prazer
e traduzes-te
na taça
do meu ventre.
 Cravas
as
garras
Vertentes de vento,
furacões,
sismos
tempestades...

 O amor começa a sentir-se culpado?
Cuspo nesse lençol que cheira a cadáver
Não adianta beber o sangue sem comer o corpo
perdemo-nos nesta dose letal de amor

De fluidez,
transbordo,
E tu reiventas-me
 



inspirado @ 14:56

Ter, 14/08/07


E eu sei que não acreditas em mim quando eu digo
Que eu vou te amar para sempre, até o fim e um dia mais

Imagino que nunca saberemos
Exactamente para onde esse rio irá correr

Imagino que
Imagino que nunca saberemos

Quem nós somos ?
Nunca saberei
E todo este tempo perdido que gastei


À noite sonhei contigo


As pessoas pensam que somos namorados
Dizem que nada no mundo poderia nos separar
No entanto não sei nada sobre ti
Esta fase está separando-me em dois

E eu sei que não acreditas em mim quando eu digo
Que eu vou te amar para sempre, até o fim e um dia mais




inspirado @ 22:02

Seg, 13/08/07


Eu vejo-te nos meus sonhos
Tentei procurar-te
Mas não estavas lá

És o meu sonho de mulher
E ninguém se compara a ti

Estarás sempre comigo
Num um reino distante

Serás a rainha
E junto nós reinaremos

És o meu sonho de mulher
Sempre serás
Mas.........


Diz: estás triste ? mas determinada a amar-me?
Diz: estás triste ? mas determinada a amar-me?

És o meu sonho de mulher
Sempre serás

 

Quando estás triste (eu também estou) 
Quando estás triste (eu também estou) 
Diz: estás triste  ? mas determinada a amar-me ?
Diz: estás triste ? mas determinada a amar-me ?
Diz: estás triste ? mas determinada a amar-me ?




inspirado @ 12:28

Seg, 13/08/07

Aquele beijo eterno

Ainda não consegui parar de sentir
Acalma-me com ternura
Para não deixar de sentir 

Se me deixares tentar esta noite
Podes ver que eu estou caio
mais profundamente neste buraco vazio

Amor, voltei a sentir
mais e mais e mais uma vez sozinho.


Para não deixar de sentir 
Um toque um  movimento circular de dois corpos

Para não deixar de sentir 
Um click

Para não deixar de sentir

Para não deixar de a amar

 

Cada simples carícia

É poesia emocionante
Esta bola oca e destruída que seguras
É o meu coração que roubaste

 

Se me deixares tentar esta noite

Podes ver que eu estou caio
mais profundamente neste buraco vazio

Amor, voltei a sentir
mais e mais e mais uma vez sozinho.






inspirado @ 01:24

Sab, 11/08/07

" Eu passei todo o tempo á espera
De uma segunda opurtunidade
De um intervalo que consertaria tudo
Mas há sempre uma razão
Para não me sentir bem
E no fim do dia é difícil

Preciso de uma distração
Das memórias que correm nas minhas veias
Deixe-me ficar vazio e leve
E então, talvez eu encontrarei alguma paz esta noite

Nos braços de um anjo
Voa para bem longe
Deste frio e vazio coração
E da eternidade que temes
As ruínas dos sentimentos
E o silencioso suspirar…..
Estás nos braços de um anjo
Encontrar algum conforto aí
Estás nos braços de um anjo
Encontra algum conforto aí
 
Estás presa às linhas do destino
E onde estiveres
Sombras e vultos estarão atrás de ti
A tempestade continua
Mantém as mentiras
Com as quais escondeste o que não tinhas

Não há diferença, foge uma última vez
É mais fácil acreditar nesta doce loucura
Nesta gloriosa tristeza
Que me faz ajoelhar a teus pés

Nos braços de um anjo
Voa para bem longe
Deste frio e vazio coração
E da eternidade que temes
As ruínas dos sentimentos
E o silencioso suspirar…..
Estás nos braços de um anjo
Encontrar algum conforto aí
Estás nos braços de um anjo
Encontra algum conforto aí "
 



inspirado @ 18:03

Sex, 10/08/07


Olho fixamente para este quarto vazio 
Tenho-me a mim próprio para condenar-me 
Pelo meu estado de hoje
E agora, pensando bem é cruel 

Não sei o que dizer
Odeio-me por perder-te 
Vejo tudo claramente
Odeio-me por perder-te

O que  fazes quando olhas-te no espelho
E percebes que ela não está aqui ?

Tiveste o que mereceste
Esperança, nunca mais
Porque toda a vez que eu penso em  ti

Mata-me por dentro
E agora sofro cada dia
Sabendo que não me posso salvar

Da solidão de viver sem ti


Odeio-me por perder-te
Vejo tudo claramente
Odeio-me por perder-te
O que  fazes quando olhas-te no espelho
E percebes que ela não está aqui ?

Odeio-me por perder-te

Já não sei o que fazer
Gostava que soubesses
Desejo que 
Desejo que saibas que

 

Odeio-me por perder-te

 

Odeio-me por perder-te
Vejo tudo claramente
Odeio-me por perder-te
O que  fazes quando olhas-te no espelho
E percebes que ela não está aqui ?

Cada lágrima que derramas
Nunca irão trazê-la de volta
Odeio-me por  te amar




inspirado @ 14:30

Qui, 09/08/07

Passos na escada
Mas estou sozinho
Parece que há alguém observando-me
??
Ali no fim do corredor
E quando eu olho só o vazio
Dizes que já partiu
Viraste a página e fechaste as portas
Eu não consigo entrar na tua mente
Porque ele está lá no meu lugar

Não posso competir com uma memória


Somos só nós dois, e mais alguém
és tudo o que sempre quis.
Mas vou deixar-te
Porque este amor está assombrado
Assombrado
Dizes que ele partiu
Seguiu em frente
Então porque sinto-o a observar-me
Para nos manter em estado de dor
Desisto desta guerra
Porque eu não consigo lutar mais

Não posso competir com uma memória
Como posso lutar contra alguém que não posso ver?
Somos só nós os dois e mais álguem

 

 



Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12

19
23
25

26
27
31


Pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO