inspirado @ 13:30

Ter, 21/08/07

Olhei para o tecto

Com o luar a bater na janela 
E senti que perdera o desejo antigo
De ver luz através de mim mesmo.

Também já não me interessava saber
Se era o teu espírito que agia sobre o meu corpo,
Ou o contrário

Uma volta entre os lençois
E o meu olhar encontrou
O olhar de uma mulher sorridente,
Deitada na minha cama.

Brotou do meu coração uma paixão

Quente e doce,
Como açúcar queimado.

Compreendi que a força de um amor

Está nos momentos de felicidade
Que se vive,
Como o brilho de um sim
No olhar de quem se ama.
 


música: I Don't want miss a thing - Aerosmith

Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12

19
23
25

26
27
31


Pesquisar
 
blogs SAPO